Um Quarto é uma Janela, Edifíco com 15m de Profundidade

A Room is a Window, 15m-Deep Building 

Equipe | Team Taís de Moraes Alves
Orientação | Orientation Andrea Deplazes
Localização | Location Rio de Janeiro, BR
Ano | Year 2017
Foto Brenton Salo

Iniciei este projeto com diversos parâmetros definidos. A profundidade do edifício deveria ser de 15m e não poderia haver aberturas laterais. Além disso, a área total deveria ser de 100m2, além de uma loggia. Finalmente, a estrutura da construção deveria ser pensada como parte intrínseca do conceito geral do projeto.

A profundidade de 15m apresentou um desafio relacionado à iluminação. Ao invés de criar um corredor escuro central que desse acesso a cômodos iluminados, decidi usar os espaços contíguos às fachadas como janelas que iluminassem o espaço central, onde as áreas comuns foram colocadas.

Além disso, propus que a tipologia tivesse uma dupla circulação, dando a possibilidade de acessar os diferentes ambientes de forma mais privada. Finalmente, a estrutura de abóbadas sustentadas por paredes estruturais enfatizava o ganho de luz solar.

Depois de projetar a tipologia, o edifício foi implantado em Copacabana, onde a existência de edifícios geminados reforça a importância de projetos sensíveis à luz.


I started this project with several defined parameters. The depth of the building should be 15m and there could be no lateral openings. In addition, the total area should be of 100mplus a loggia. Finally, the structure of the building should be conceived as an intrinsic part of the overall design concept.

The depth of 15m presented a challenge related to lighting. Instead of creating a dark central corridor that gave access to illuminated rooms, I decided to use the rooms adjacent to the facades as windows that illuminated the central space where the common areas were placed.

Moreover, I proposed a typology with double circulation, providing the possibility of accessing the different environments in a more private way. Finally, the vaulted structure supported by loadbearing walls emphasizes the gain of sunlight.

After designing the typology, the building was implanted in Copacabana, Rio de Janeiro, where the existence of streets with continuous façade underline the need for projects with a sensitive approach towards light.